11 dezembro, 2009

Oração

            A vida pra mim é uma verdadeira prece. Todos os gestos são como as mãos em oração e as mãos em oração são a louvação da vida. Cada palavra é uma prece de agradecimento ou de pedido à própria vida. Cada comunhão, cada encontro e cada contato é um culto aos presentes. Eu levo a vida como um rito, cada amor é como um mito e cada movimento é como um grito. Dê, vida! Cada refeição é uma oferenda e deve ser apreciada como tal. Um dia é mais um sopro de vida e deve ser aproveitado, mas, de fato, nunca vi um jeito de desperdiçá-lo por completo. Os sentimentos são tudo aquilo que deve acontecer na vida, e tudo o mais ocorre em volta deles, como os santos e anjos. Deles, o amor é talvez o mais nobre e a dor, sim, o mais forte. E sentir é estar vivo. Estar sendo! O suor são gostas de vida já totalmente aproveitadas por você, que serão agora mais úteis ao ar e à terra. Seus sais, odores, e a água em você, aquele verdadeiro líquido da vida, se espalharão pelos animais, pelos seres, pelas planta; e só de estar, você é no ambiente, você faz parte e você também invade, como influência, se espalhando por todos os outros corpos, o seu. O seu sono é porque nenhum de nós agüenta viver incessantemente, sono é já ter vivido demais e insônia, de menos. É quando seu corpo lhe pede que pare, um descanso, que também é de vida, para um recomeço, que eu também agradeço; ver o sol cruzar o horizonte, surgindo ou desaparecendo, é a maior das orações.

09 dezembro, 2009

Há de Ser

Tem quem se contente em estar sempre de mal,
            sempre doente, naquele mau-humor viral
            Mas eu não agüento, um dia triste é muito,
(mas que nele se sofra, sinta tudo)
            pra depois melhorar, mas melhorar direito
           
            Há de se sorrir, há que se cantar,
            Há muito o que dançar, há muito o que pular
            Há que se ser feliz, a vida é só uma vez, de uma vez!
            Há de ser feliz, há de ser feliz!

04 dezembro, 2009

Criança II ou Amor,

             Sabe, hoje é o meu aniversário. E porque eu pararia pra escrever algo sobre ele logo assim, no meio do dia? São duas da tarde! Mas, ah!, eu não posso perder esse amor todo aqui. Hoje, também foi o último dia na escola, e hoje também estou comemorando a aprovação em uma prova, droga de palavra essa, “aprovação”, não é coisa que criança fale. É, sou sim, sou criança, hoje e pro resto da vida, não quero mais nada, sou criança. Hoje eu tomei banho de chuva, e meus amigos, bom, uma parte deles tava lá, e a outra também, mas não de maneira tátil, o que importa é que hoje acho que a felicidade tava lá, e tava com todo mundo. Hoje eu pulei, abracei, devo até ter chorado, mas eu não reparei, porque eu tava muito molhado, eu tava todo molhado. Molhado do prazer, eu to molhado de alegria. Hoje eu cheguei em casa e li que um cara fez a biografia da Clarice Lispector, sabe?, aquela moça super importante; se fosse um dia antes ia me sentir mal, sabe, porque eu nunca li Clarice e eu ia pensar que deveria ler. Mas hoje, a partir de hoje, eu descobri que não. Eu posso ler, e eu vou, sei que vai ser bom, mas eu compartilho outra coisa com ela e com o resto das pessoas. O moço que fez a tal da biografia disse que ela devia ser muito feliz, e eu ri, eu ri disso por dentro, eu sabia exatamente o que era ser feliz, eu acho que a Clarice vivia todo dia assim, que nem eu vivi hoje, e eu quero viver assim, sabe? Por último, eu também li uma pessoa me dizendo pra tomar banho de chuva, pra sujar a roupa. E eu ri de novo, eu ri duas vezes comigo mesmo! Eu tinha ouvido o conselho dela, eu tinha mesmo ouvido; e aí eu peguei pra escrever isso aqui. Sabe, eu descobri que o que importa na vida mesmo é o amor, porque com meus amigos hoje, todos molhados, os abraços, que abraços fortes!, que alimentos, todos, todos sentiram, eu sei. Hoje, o meu abraço é o melhor do mundo, o meu sorriso é o mais alegre, hoje deve ser o meu dia mesmo. Porque todos são, eu acho que o que importa, no fundo, no fundo, na vida toda, na vida mesmo, o que importa mesmo, é o amor. Eu acho que eu nasci pra isso e eu acho que essa grande criança que eu sou não tem nada pra dar pras pessoas além disso. Eu te digo com a maior força que eu tenho na voz, eu te olho do jeito mais profundo que eu sei fazer. Sinceramente, eu te amo.

03 dezembro, 2009

Criança I

            Eu percebi, já tem um bom mês que eu to percebendo, to sentindo isso. Essa criança, aquela criança que mora no meu peito, bem, morava... nem sei mais. Eu acho mesmo é que ela ta escondida lá dentro, é, deve ser isso, ela deve estar escondida lá no fundo da droga do meu coração. Porque, caralho!, cadê a minha risada? Cadê o meu sorriso? Eu falo palavrão de cinco em cinco minutos, e também se não falasse, ah! eu ia explodir com isso tudo aqui dentro.
            Não sei pra onde foi aquele riso do sol, aquela vontade imensa de passar o natal na casa da avó, aquela alegria de encontrar os amigos, pra onde foi o apreciar do vento? Sei que ta tudo cada vez mais longe, longe, longe. Aquela criança dentro de mim, aquilo que eu sempre achei que fosse o mais importante, ta indo, e eu só tenho que, eu só tenho que agarrar a mão dela. Eu vou lá puxar ela de volta, eu vou lá!

01 dezembro, 2009

A Gruta

            As pessoas têm medo de conhecer as coisas de verdade. As pessoas têm medo de profundidade, da gruta profunda, escura, tensa, de caminhos difíceis, doloridos, em que se tem que tatear; da gruta instável, de paredes onde estalactites e estalagmites descem e sobem de um dia pro outro, de paredes que desabam e se constroem a todo instante, o chão é tênue e pode faltar; na gruta onde nos olhos não se confia, da gruta de choro, a gruta da dor, descalço, espinhos no pé, te penetrando até o peito; uma gruta cheia de vida, a gruta se mexe, ela te toca, ela foge também, mas ela sempre te alcança, tapa na cara, te bambeia, é nessas que você tropeça pra morrer,... levantar; andar de novo; a gruta é uma fera, é um som, um espaço, uma construção, um pedaço, um inteiro, confusão; as pessoas,
            tem medo de conhecer a gruta que elas são.