27 maio, 2012

pequenos nirvanas

(com um pouco de atraso, estou deixando aqui o link para um poema meu publicado no Tertúlia Pão de Queijo. O blog reúne diversos escritores, além de convidar vários outros, não menos interessantes, para publicar como visitantes. Vale a pena dar uma olhada!)

pequenos nirvanas (link para o poema)

26 maio, 2012

Liminsk

(eu tinha uns 5 anos quando, na escola, fiz uma colagem sobre um poema de "Pulo Liminsk", haha. Encontrar essas coisas é sempre delicioso...)

14 maio, 2012

poema que é pra navegar


                Vazio de domingo mais lindo a situação me é tormenta
                já não bastam as várias vozes dentro do peito
                há você, rondando o que crio.

                procuro gritar com os olhos
                mas os seus – faróis que poderiam me salvar –
    fogem; neles o mesmo silêncio.
                navego no escuro, tateio os rochedos
                às vezes chego a sentir-lhes feitos de pele
                ainda que fria, suave.

                perdoe-me não saber desatar nós e eu,
                minhas velas rasgadas ao sabor de seu sopro
                ou jangada que está a perder-se em seu corpo
                coração,
                chego a pensar em arrancá-lo.

09 maio, 2012











 


Quero morrer de tempo
quero morrer de sonho
em plena avenida, têmpora
asfalto quente incógnita:
– foi aqui mesmo que nasci?
Quero morrer onde vivi
se for pra ser logo
longe daqui.
Pois aqui o cheiro é sangue